Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Ninho do Tigre, Paro, Butão

Mäyjo, 20.04.16

Ninho do Tigre, Paro, Butão.jpg

 

Reza a lenda que, no séc VIII, o Guru Rimpoche voou do Tibete para Taktsang no dorso de um tigre, onde meditou durante três meses numa caverna e converteu o vale de Paro ao budismo tântrico.

 

Mosteiro Taktsang Lhakhang, ou Ninho do Tigre, é um dos mosteiros mais sagrados dos Himalaias, construído no séc XIV, cravado na montanha, a mais de 800 metros acima do vale e já a 3.100 m acima do nível do mar.

 

É preciso força de vontade e uma curiosidade aguçada para subir falésia acima, mas o esforço de quase duas horas compensa.

 

Mosteiro Seda (China): A maior escola budista tibetana do mundo

Mäyjo, 18.04.16

larung-gar07.jpg

Larung Gar, cidade espiritual tibetana

Na maior escola budista tibetana do mundo encontram-se cerca de 40.000 monges e monjas em residência temporária por alguns períodos do ano.

 

As milhares de pequenas casas dentro do mosteiro proporcionam uma vista impressionante, onde o colorido das paredes e janelas contrasta com as cores fortes dos trajes dos monges.

 

O Mosteiro Seda, conhecido pelos tibetanos como Serthar, está localizado em Ganzi, na região Oeste da Província de Sichuan, na China.

SÊRTAR, A CIDADE TIBETANA DE 40.000 MONGES E FREIRAS

Mäyjo, 18.04.15

Sêrtar alberga o Instituto Budista Larung Gar

Glaciares do Tibete atingem temperaturas máximas dos últimos 2.000 anos

Mäyjo, 05.09.14

Glaciares do Tibete atingem temperaturas máximas dos últimos 2.000 anos

 

O Planalto do Tibete contém dezenas de milhares de glaciares que fornecem água fresca a dois mil milhões de pessoas na Ásia. Contudo, um novo estudo revelou que estes aglomerados de gelo aqueceram mais nos últimos 50 anos que durante os últimos dois milénios.

A água dos glaciares alimenta vários grandes rios asiáticos, incluindo os rios Amarelo e Yangtze, na China, o Bramaputra, na Índia, e o Mekong, no sudeste asiático.

 

A humidade e temperatura deverão continuar a aumentar ao longo desde século, revela o estudo. Em Maio, o mesmo instituto que publicou o estudo – o Chinese Academy of Sciences’ Institute of Tibetan Plateau Reserch – verificou que os glaciares do planalto e áreas envolventes tinham diminuído 15% ao longo das últimas três décadas.

 

Os investigadores pedem agora uma acção governamental para proteger os glaciares da região e para reduzir o impacto humano, escreve o Discovery News.

 

Além de ameaçar o fornecimento de água às populações no futuro, a diminuição dos glaciares do Planalto do Tibete poderá provocar mais inundações e deslizamentos de terra na região.

 

Foto: eriktorner / Creative Commons